A Liberdade

Porque decidi ficar na Tailândia

Então, gente, virei cliché. Virei uma dessas pessoas que saem do próprio país rumo a uma ilha tropical e resolvem morar lá. Sem grandes perspectivas, sem promessas, sem dinheiro. Mas com uma paixão por aprender mais sobre si mesmo que não abarca esse tipo de preocupação. A princípio achei que essa ilha era Ilhabela. Aí cheguei em Ko Phangan, aqui no Golfo da Tailândia. Quando penso racionalmente todas as dificuldades que vou enfrentar em permanecer aqui, parece loucura fazer isso. E é. Mas parece também loucura maior voltar agora. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Jornada

Seguir o fluxo e ouvir seu corpo

Toda vez que alguém me pergunta aqui “por que você escolheu vir pra Tailândia?”, confesso que não sei explicar em poucas palavras. Acabo respondendo que acho que o lugar me escolheu, mais do que eu escolhi o lugar. Quando penso na sequência de acontecimentos que me trouxe até aqui, a fazer o que estou fazendo hoje, não há muito planejamento ou limites rígidos estabelecidos, o que é bem raro pra mim: sou uma pessoa que planeja. Estou em Ko Pha Ngan, uma ilha no golfo da Tailândia, já há um mês. Cheguei no país e passei duas semanas voluntariando ensinando inglês para tailandeses em um hostel em Bangkok. Tinha marcado um workaway aqui na ilha, que oferecia aulas de yoga além de hospedagem. Foi um dos poucos lugares que vi aqui na Tailândia que oferecia yoga no período que eu estaria aqui. E eu queria praticar por vários motivos, mas o principal deles é que tinha marcado um retiro de meditação Vipassana: 10 dias de silêncio absoluto meditando 10 horas por dia. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás