Jornada

A arte de pedir – The art of asking

Você tem costume de pedir pelas coisas que deseja? Simplesmente pedir o que você quer. Tem gente que chama isso de oração, prece ou reza, quando se pede para uma instância espiritual superior. Mas é possível também pedir pra outras pessoas, conhecidos ou estranhos. Já imaginou apenas pedir algo que você quer ou precisa e isso acontecer? Há uma famosa apresentação do TED da Amanda Palmer, chamado "Art of asking", arte de pedir. Ela conta sua experiência como "pedinte", de uma artista de rua a batedora de recordes de crowdfunding. Você se sentiria confortável na posição de "pedinte"? Nossa linguagem não tem uma conotação boa para essa palavra. Pode ser que você tenha pensado em mendigo, quando eu disse pedinte. Ou crianças de rua. Ou simplesmente associado à ideia de vagabundagem: "quem trabalha não pede, ganha com seu suor, assim sendo, quem pede não trabalha". O que não é nem de perto verdade. Que tal desconstruir essa noção sobre pedir?   [youtube https://www.youtube.com/watch?v=xMj_P_6H69g] (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Viagens

O que fazer em Ko Phangan na Tailândia

Depois do Guia de Ilhabela, mais um guia para outra ilha! Cheguei na Tailândia há quase três meses, e depois de passar duas semanas em Bangkok resolvi vir para essa ilha paradisíaca no Golfo da Tailândia: Ko Phangan. Provavelmente você já ouviu falar das ilhas Phi Phi, ou mesmo de Phuket. Essas praias são na região oeste da Tailândia, no mar de Andaman. Eu escolhi o lado leste pra vir primeiro, o lado do Golfo. É um pouco menos conhecido que o lado de lá, mas é mais barato e seguro. Tsunamis, por exemplo, só acontecem no mar de Andaman, não no Golfo. Aqui o mar é sempre quente, os pôres do sol são lindos e há muito o que se fazer. [caption id="attachment_776" align="alignnone" width="736"]o-que-fazer-ko-phangan Ko Phangan fica perto de Ko Samui, que tem aeroporto mas é caro. Tem outro aeroporto mais barato na província de Surat Thani.[/caption] Ko Phangan em particular é uma ilha com duas personalidades: a festeira, no sul da Ilha, com a Full Moon Party e outras festas relacionadas; e a parte calma, de meditação e yoga, no noroeste, região da praia de Srithanu. A melhor época do ano para vir para Ko Phangan:

  • Dezembro a março: inverno de temperaturas amenas e sem chuva, mas é a alta temporada aqui por causa do inverno na Europa e EUA, então é a mais cara.
  • Abril a agosto - Abril, maio e junho é primavera, os meses mais quentes do ano aqui (sempre acima dos 30 graus). Julho e agosto é menos quente, chove um pouco pra aplacar o calor e tem preços bons.
  • Setembro a novembro - monções, só venha se for pra ficar o dia inteiro num curso de yoga, porque não dá pra ir pra praia, não dá pra fazer nada. Chove como se o mundo fosse acabar em dilúvio. Mas é a época mais barata de todas.
  • Cheque a as médias de chuva e temperatura para ko Phangan antes de vir, de qualquer forma.
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=ESoKDD_bgBM] (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Jornada

O que aconteceu quando decidi chamar 10 caras para sair

Eu tenho várias questões com autoestima e autoconfiança que preciso trabalhar em mim. A cada dia eu entendo melhor a mim mesma, me aceito e me amo mais. E para que isso acontecesse eu precisei de ajuda. Fiz terapia com diferentes psicólogos, tentei várias coisas socialmente aceitas no mundo ocidental. Elas ajudaram um pouco, mas acredito que bem superficialmente. Somente depois de entrar em contato verdadeiro comigo mesma - através do tantra - meu passado, meus traumas, medos, encarar essas coisas de frente e querer de verdade lidar com elas que estou aprendendo a ser quem sou. Uma das coisas que aprendi aqui na prática foi disciplina, e para isso me coloquei um desafio (chamamos isso na yoga de Tapas): chamar 10 caras que eu esteja interessada para sair em um mês. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás