Viagens

Como economizar dinheiro para viajar

Sempre tenta guardar dinheiro para viajar mas fica só no plano? Aprender como economizar dinheiro para viajar é uma das minhas tarefas diárias. Desde que resolvi sair do modo de vida padrão empregado 8 horas/dia tenho aprendido muito sobre gestão dos meus recursos. O primeiro deles é tempo, que será assunto de outro post, e que é tão importante quanto dinheiro. Dificilmente você conseguirá uma boa gestão do dinheiro se não gerir bem seu tempo. Mas se sua preocupação no momento é papel-moeda ou outra forma de valor monetário que pode ser convertido em viagens ou naquela poupancinha pra criar coragem pra chutar o balde, você está no lugar certo.

Formas de economizar dinheiro para viajar poupando

Eu sempre tive muita dificuldade em poupar dinheiro. Por isso mesmo sempre busco uma forma criativa que me ajude a guardar um pouquinho por mês. Qualquer coisa que me ajude a criar o hábito de guardar grana faz diferença pelo menos pra eu ter disciplina de poupar. Aqui dou as dicas que funcionam pra mim.

1. Poupança progressiva

É uma forma ousada, mas que começa com quase nada. Você escolhe um valor por semana (pode ser um ou dois reais) mas a cada semana esse valor é dobrado, ou seja: primeira semana, 1 real, segunda semana, 2 reais, terceira semana, 3 reais. No fim dessas três semanas você deve ter ao todo 6 reais. Nessa lógica a sua poupança engorda mesmo no fim, quando você vai estar depositando um bom valor em dinheiro. Era a poupança que meu pai me ensinou quando criança, e que voltou à moda recentemente.

2. Cofrinho de moedas pesadas

Se a forma acima ainda é difícil pra você, comece pelo menos a guardar moedas grandes e pesadas num cofrinho. um real, cinquenta centavos e 25 centavos. Além de deixar a bolsa ou mochila mais leve, garante uma graninha que você nem sente falta. E que pode virar dinheirinho de viagem se você poupar por tempo suficiente. Já teve até a história de um senhor que comprou um carro à vista com moedas de um real. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Inspiração

A coragem de largar tudo

O Ainda Que Tardia completou três anos. Um sonho de liberdade que nasceu num rascunho de papel num carnaval em 2014, virou blog em abril do mesmo ano, virou projeto de viagem de volta ao mundo em novembro de 2014 e começou a ser posto em prática em abril de 2015, quando larguei minha cidade para trás e resolvi botar o pé no mundo pra explorar o que viria a ser essa palavra tão cobiçada. Ter a coragem de romper com seu programa preestabelecido de vida e carreira não parece coisa fácil para quem ainda não fez. E, paradoxalmente, é ao mesmo tempo mais fácil e mais difícil do que se imagina. Quando entreguei meu apartamento, vendi meu carro, saí do emprego e fui fazer um Gap Year no Uncollege em Ilhabela (um programa de um ano sabático de aprendizado) não imaginei que ouviria acusações de pessoas muito próximas a mim. Não tinha ideia do que liberdade realmente significava. E do tanto que teria que aprender a me aceitar, me amar, e lidar com o julgamento alheio. Num resumo rápido, me formei publicitária e tinha logo terminado uma pós graduação quando percebi que esse sonho de carreira de sucesso não me servia mais (pelo menos não no formato padrão que nos vendem). De repente vi que minha vida se resumia ao trabalho e que minha saúde se esvaía, bem no início dos meus 30. Obesidade, enxaqueca e depressão já tinham se tornado velhas conhecidas e eu lidava com elas como todo mundo lida: remédios e mais remédios, terapia, plano de saúde, crises de lombalgia aqui e ali, enfia-se mais uma injeção e bora trabalhar. Numa tarde de setembro olhei meus esqueletos no armário e, dentre traumas de infância e história pessoal, descobri que precisava mesmo me libertar daquilo tudo. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás