Dicas de Viagem

Como economizar dinheiro para viajar

Sempre tenta guardar dinheiro para viajar mas fica só no plano? Aprender como economizar dinheiro para viajar é uma das minhas tarefas diárias. Desde que resolvi sair do modo de vida padrão empregado 8 horas/dia tenho aprendido muito sobre gestão dos meus recursos. O primeiro deles é tempo, que será assunto de outro post, e que é tão importante quanto dinheiro. Dificilmente você conseguirá uma boa gestão do dinheiro se não gerir bem seu tempo. Mas se sua preocupação no momento é papel-moeda ou outra forma de valor monetário que pode ser convertido em viagens ou naquela poupancinha pra criar coragem pra chutar o balde, você está no lugar certo.

Formas de economizar dinheiro para viajar poupando

Eu sempre tive muita dificuldade em poupar dinheiro. Por isso mesmo sempre busco uma forma criativa que me ajude a guardar um pouquinho por mês. Qualquer coisa que me ajude a criar o hábito de guardar grana faz diferença pelo menos pra eu ter disciplina de poupar. Aqui dou as dicas que funcionam pra mim.

1. Poupança progressiva

É uma forma ousada, mas que começa com quase nada. Você escolhe um valor por semana (pode ser um ou dois reais) mas a cada semana esse valor é dobrado, ou seja: primeira semana, 1 real, segunda semana, 2 reais, terceira semana, 3 reais. No fim dessas três semanas você deve ter ao todo 6 reais. Nessa lógica a sua poupança engorda mesmo no fim, quando você vai estar depositando um bom valor em dinheiro. Era a poupança que meu pai me ensinou quando criança, e que voltou à moda recentemente.

2. Cofrinho de moedas pesadas

Se a forma acima ainda é difícil pra você, comece pelo menos a guardar moedas grandes e pesadas num cofrinho. um real, cinquenta centavos e 25 centavos. Além de deixar a bolsa ou mochila mais leve, garante uma graninha que você nem sente falta. E que pode virar dinheirinho de viagem se você poupar por tempo suficiente. Já teve até a história de um senhor que comprou um carro à vista com moedas de um real. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Dicas de Viagem

Como trabalhar online e ganhar em dólares

Se você pretende ser um nômade digital - alguém que pode trabalhar online e trabalha de qualquer lugar do mundo com acesso à internet - a primeira coisa a fazer é descobrir como e onde trabalhar remoto - e preferencialmente ganhando em dólares. Algumas empresas contratam pessoas pela internet e você usa seu computador e seu acesso à internet para realizar o trabalho, que pode chegar a ser mais bem pago do que muitos empregos que exigem diploma de graduação. Para conseguir as melhores vagas você precisa saber ler e escrever em inglês, mas fora isso os requisitos geralmente não são tão difíceis de atingir. Veja abaixo algumas empresas que oferecem trabalho pela internet.

Trabalho online que não precisa saber inglês

(mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Dicas de Viagem

Dicas para viajar para a Tailândia

No mínimo uma vez por semana alguém entra em contato comigo querendo dicas pra viajar pra Tailândia. Morei lá nove meses, e escrevi vários posts sobre o assunto, mas falta um guia que reúna e organize esses dados, então esse post é para isso. Tem desde dicas sobre dinheiro, hospedagem, passagens, visto, transporte, alimentação. Se ainda faltar algo que você queria saber, peça nos comentários que eu completo! Eu estive em duas cidades na Tailândia: Bangkok e uma ilha no golfo da Tailândia, chamada Ko Phangan, não conheço outros lugares no Sudeste Asiático, apenas um pouco de Kuala Lumpur, na Malásia. Morei lá entre setembro e junho. Segura então as dicas!

Passagens aéreas e visto para a Tailândia

Brasileiros não precisam de visto de turismo para a Tailândia. Temos um acordo bilateral de 90 dias de permanência, então basta ter um passaporte válido e vacinação internacional contra febre amarela. Ao chegar no aeroporto você deve passar pelo balcão de Health Control (pra apresentar o cartão internacional de vacinação), depois segue para a fila da imigração. Aí você recebe um carimbo na entrada e pode permanecer no país por até 90 dias. Fique atento à sua data de saída, se passar da data você paga uma multa. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Dicas de Viagem

Meus segredos para viajar meses gastando pouco

Pois então, já estou há mais de um ano fora de Belo Horizonte, nove meses (!) numa ilha paradisíaca no sul da Tailândia. Sou rica? Na-na-ni-na-não, muito pelo contrário. Então como consigo viajar esse tempo todo sem ter muito dinheiro? Pois é possível viajar barato (ou até mesmo de graça!), usando uma série de ferramentas que permitem que você conheça novos lugares, novas pessoas, aprenda e ainda economize dinheiro. Listo aqui meus segredinhos para conseguir passar tanto tempo viajando, além de continuar trabalhando mesmo na estrada. 131

Hospedagem de graça ou super barata

1. Couchsurfing O objetivo do Couchsurfing não é dar hospedagem de graça, mas fornecer uma ferramenta de economia compartilhada e trocas culturais: hospedando alguém ou sendo hospedado você tem chances de conhecer a cultura de outros países de um jeito super divertido e econômico. Eu participo da rede desde 2009 e usei para viagens no Brasil e hospedei alguns estrangeiros. Mas tem gente que viaja o mundo usando o CS e são sempre experiências incríveis.   2. Guest to Guest Já ouviu falar de Home Sharing? A ideia existe há tempos e já virou até assunto de filme: (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Dicas de Viagem

Dia internacional da Yoga na Tailândia

A primeira vez na vida que fiz uma aula de yoga foi há um ano atrás. Eu ainda não sabia, mas seria algo que iria ajudar a mudar minha vida. Depois da primeira aula eu continuei testando aulas aqui e ali, estilos e professores diferentes, mas não tinha me comprometido ainda com isso. Isso mudou quando ouvi a palestra do Swami no primeiro dia do curso intensivo de um mês de yoga aqui da Agama Yoga, que fica em Ko Phangan, na Tailândia. O resto da história eu já contei por aqui. E a escola resolveu participar do Dia Internacional da Yoga, oferecendo várias atividades super legais, todas de graça (comida inclusa!) durante um dia inteiro, no dia 21 de junho. IYD-international-yoga-day-agama (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Dicas de Viagem

Quanto custa passar 6 meses na Tailândia fazendo yoga?

Desde que publiquei esse post sobre a escola de Yoga na Tailândia que estudo, muita gente tem me procurado com interesse de ir pra Tailândia, e querendo saber quanto custa ficar por lá durante algum tempo. Então quanto custa passar 6 meses na Tailândia fazendo yoga? O título do post está amplo, já que na verdade não vou falar de alguns custos de vários lugares na Tailândia, mas apenas de Ko Phangan, e mais precisamente, da região de Srithanu, área onde vivi mais de seis meses. Se você procura algo mais geral sobre a Tailândia, esse post vai ser útil pra você. Para vir para a Tailândia: passagens e visto Brasileiros não precisam de visto para viagens de turismo para a Tailândia. Você só precisa ter seu passaporte válido com o cartão de vacinação internacional anexo, com a vacina contra febre amarela carimbada e válida nele. Ao chegar em qualquer aeroporto internacional na Tailândia você deve passar primeiro pelo balcão de "Health Control", preencher um formulário e ganhar um carimbo do funcionário (não aceite pagar nada por isso se tentarem te cobrar, é de graça e já ouvi casos de gente tentando suborno). Com esse formulário preenchido vá até a fila da imigração com seu passaporte em mãos, e você vai ganhar um carimbo com 90 dias de permanência autorizada na Tailândia. Isso é devido ao acordo que ambos países fizeram, e dá a nós brasileiros uma super vantagem aqui quando queremos passar mais tempo no país para estudar ou passear. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Dicas de Viagem

Em que trabalho enquanto estou fora do Brasil?

Uma das perguntas que as pessoas tem mais me feito ultimamente e que tem sido difícil de responder: afinal de contas, você trabalha com o que? Como consegue trabalho enquanto está fora do Brasil? Como viajar e trabalhar ao mesmo tempo? Esse talvez seja o maior desafio de quem quer se tornar nômade digital, como descobrir uma fonte de renda constante e suficiente para as despesas. Minha resposta não é simples, e lá no final do meu MBA, quando eu já tinha feito da viagem do Ainda Que Tardia meu projeto de conclusão de curso, a pergunta era exatamente essa, e a parte do Business Model Canvas que eu mais penei pra tentar descobrir uma resposta que me fosse satisfatória. E a resposta é: não parece ter uma resposta só. São várias. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Cursos

A escola de yoga na Tailândia que atrai pessoas do mundo inteiro

Morei 9 meses em uma ilha no Golfo da Tailândia, como já contei em outras histórias aqui e aqui. Mas resolvi contar um pouco mais sobre essa escola inacreditável que faz milhares de pessoas do mundo inteiro vir parar nessa pequena ilha de 10 mil habitantes na Tailândia, todos os anos: a Agama Yoga. Esse não é um post patrocinado, ao contrário do que possa parecer. É um post de agradecimento a essa escola de yoga na Tailândia que mudou minha vida. Tem uma história extremamente comum por aqui:

  • pessoas vêm para a ilha, algumas por “acaso” e outras por indicação de amigos;
  • Começam a fazer o curso intensivo de um mês de yoga para iniciantes que eles têm aqui;
  • Se apaixonam perdidamente por yoga;
  • Cancelam suas passagens de volta e se tornam professores de yoga na Agama.
São dezenas de pessoas com a mesma história, inclusive eu (ainda falta a parte de me tornar professora). Tem gente que fez isso há dez anos e ainda está aqui. Tem gente que fundou sua própria escola afiliada à Agama na Índia, na Estônia, na Turquia, no México, na Colômbia...

Mas o que faz essa escola de yoga na Tailândia ser tão especial?

Primeiro, é uma das primeiras escolas de Yoga de Ko Phangan (o nome da ilha no sul da Tailândia onde essa escola está). Está aqui há mais de 10 anos e por causa do sucesso dela várias outras escolas mais novas começaram a surgir no entorno. Depois há alguns fatores que fazem com que ela ainda se destaque ainda mais de qualquer outra por aqui (e de outras em outros lugares do mundo). (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Dicas de Viagem

O que fazer em Ko Phangan na Tailândia

Depois do Guia de Ilhabela, mais um guia para outra ilha! Cheguei na Tailândia há quase três meses, e depois de passar duas semanas em Bangkok resolvi vir para essa ilha paradisíaca no Golfo da Tailândia: Ko Phangan. Provavelmente você já ouviu falar das ilhas Phi Phi, ou mesmo de Phuket. Essas praias são na região oeste da Tailândia, no mar de Andaman. Eu escolhi o lado leste pra vir primeiro, o lado do Golfo. É um pouco menos conhecido que o lado de lá, mas é mais barato e seguro. Tsunamis, por exemplo, só acontecem no mar de Andaman, não no Golfo. Aqui o mar é sempre quente, os pôres do sol são lindos e há muito o que se fazer. [caption id="attachment_776" align="alignnone" width="736"]o-que-fazer-ko-phangan Ko Phangan fica perto de Ko Samui, que tem aeroporto mas é caro. Tem outro aeroporto mais barato na província de Surat Thani.[/caption] Ko Phangan em particular é uma ilha com duas personalidades: a festeira, no sul da Ilha, com a Full Moon Party e outras festas relacionadas; e a parte calma, de meditação e yoga, no noroeste, região da praia de Srithanu. A melhor época do ano para vir para Ko Phangan:

  • Dezembro a março: inverno de temperaturas amenas e sem chuva, mas é a alta temporada aqui por causa do inverno na Europa e EUA, então é a mais cara.
  • Abril a agosto - Abril, maio e junho é primavera, os meses mais quentes do ano aqui (sempre acima dos 30 graus). Julho e agosto é menos quente, chove um pouco pra aplacar o calor e tem preços bons.
  • Setembro a novembro - monções, só venha se for pra ficar o dia inteiro num curso de yoga, porque não dá pra ir pra praia, não dá pra fazer nada. Chove como se o mundo fosse acabar em dilúvio. Mas é a época mais barata de todas.
  • Cheque a as médias de chuva e temperatura para ko Phangan antes de vir, de qualquer forma.
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=ESoKDD_bgBM] (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás