Dia de Tiradentes, ou como preferi chamar, dia da Liberdade. Esse blog se chama Ainda Que Tardia inspirado pela Liberdade, omitido propositalmente da sentença inscrita em latim na bandeira de Minas Gerais (Libertas quae sera tamen). Escolhi assim por ser eu mineira, profissão essa que se ocupa de extrair as riquezas, os tesouros da terra, e de Belo Horizonte, lugar de sujeitos que se ocupam de olhar o infinito e enxergar um futuro mais bonito.

Em vez de tentar buscar na história da Inconfidência Mineira, diz-se que inspirada nos ideais da Revolução Francesa (tenho cá minhas dúvidas) e numa imagem santificada de Tiradentes propagada pelo militarismo de Castelo Branco, prefiro olhar pro futuro. Prefiro me inspirar no que são questões individuais relacionadas à Liberdade, pois, a partir delas, a partir da construção individual dela é que enxergo que podemos construir juntos a libertação coletiva que desejamos. E ainda há muita liberdade a ser conquistada, pelo menos sob meu ponto de vista. Precisamos nos libertar de muitos paradigmas para aceitarmos a diversidade do mundo e aprendermos a conviver pacificamente com quem quer que seja.

Esse é um dos motivos pelos quais escolhi fazer o Gap Year. Me libertar eu mesma de meus paradigmas, meus medos, meus preconceitos e minhas ideias preconcebidas sobre mim e sobre o mundo. Mais do que aprender o que quer que eu resolva aprender aqui, o maior aprendizado é a jornada em si.

E vejam que muitos deles me desejaram justamente o que eu precisava colocar na mala pra conseguir me libertar: coragem, empatia, amor, bom humor e tantas outras coisas boas.

Por último, resolvi perguntar pras pessoas aqui na casa o que elas entendem por liberdade. É muito legal ver como as concepções individuais do que esse sentimento é variam de pessoa pra pessoa. Achei deliciosas respostas, mais profundas do que eu poderia imaginar. Todos foram pegos de surpresa, eu chegava colocando o celular na frente deles e perguntava. 🙂

Em ordem de aparição no vídeo: Euzinha, Virgínia (mineira), Emanuel (Cearense), Lucas (paulista), Mavi (paulista), João (carioca), Ana Paula (mineira).

E para você, o que é liberdade? Responde aí nos comentários!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Jornada

A coragem de largar tudo

O Ainda Que Tardia completou três anos. Um sonho de liberdade que nasceu num rascunho de papel num carnaval em 2014, virou blog em abril do mesmo ano, virou projeto de viagem de volta ao Leia mais…

Jornada

Coisas que aprendi sobre o Brasil fora do Brasil

Passei 9 meses morando na Tailândia e foi um incrível período de aprendizados constantes em muitas áreas. Uma delas foi sobre aspectos que não dava atenção antes de sair do Brasil, e que fora dele, Leia mais…

Jornada

Não é com você, é comigo

Você já deve ter escutado essa frase, provavelmente em um término de relacionamento: “Não é você, sou eu…”. Eu achava que fosse uma mera desculpa (e para algumas pessoas talvez seja), mas hoje entendo a verdade que essa expressão Leia mais…