Seja Livre

Como se organizar para realizar um sonho

Como se organizar para conseguir realizar o que você deseja? Desde que vim pro UnCollege já aprendi e desaprendi tantas coisas. A experiência tem sido tão rica que estava com dificuldade de falar de coisas práticas: eu estava no tempo de fazer e de refletir, não no de documentar. Agora, depois que passou a Launch Phase e estou organizando as coisas pra próxima aventura, a viagem pro Sudeste Asiático, percebi que não tinha falado algo muito importante: como consegui me organizar para vir pra cá em tempo recorde. Resolvi contar essa história e as ferramentas que usei para conseguir realizar um sonho. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Jornada

Especial dia da liberdade

Dia de Tiradentes, ou como preferi chamar, dia da Liberdade. Esse blog se chama Ainda Que Tardia inspirado pela Liberdade, omitido propositalmente da sentença inscrita em latim na bandeira de Minas Gerais (Libertas quae sera tamen). Escolhi assim por ser eu mineira, profissão essa que se ocupa de extrair as riquezas, os tesouros da terra, e de Belo Horizonte, lugar de sujeitos que se ocupam de olhar o infinito e enxergar um futuro mais bonito. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Seja Livre

Aqueles que reclamam e aqueles que fazem

Tenho uma frase que quando digo causo um incômodo profundo em quem ouve: "acredito que existem dois tipos de pessoas no mundo: aqueles que reclamam e aqueles que fazem". E as pessoas se incomodam quando ouvem porque quase sempre quem ouve se enxerga no primeiro tipo de pessoa. E eu também sou o primeiro tipo, e você também. E todos nós somos, algum dia, alguém que reclama mais do que faz. Mas podemos ser alguém que faz mais do que reclama. Sabe o princípio de Pareto? Você pode escolher fazer 80% do tempo em vez de reclamar 80% do tempo. A grande parte das pessoas é da turma do #mimimi que terceiriza a responsabilidade da própria vida, da felicidade, da cidadania, da mudança do país, da melhoria da qualidade de vida, do fim da corrupção... acho que você já entendeu e é desnecessário continuar a lista. A responsabilidade é sua, não é do governo, não é dos seus pais, nem do seu vizinho, nem do seu colega de trabalho, nem do seu chefe, nem do professor, nem do seu marido, nem da sua namorada. É sua mesmo. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Seja Livre

Empreender nas horas vagas: um jeito de ser livre

Há três anos, em 2011, me começou uma inquietude: preciso ganhar dinheiro com o que sei. Pra além do que faço no meu trabalho formal, eu percebia que existiam conhecimentos que eu tinha que eram caros, procurados pelo mercado. E eu sempre quis ser professora, mas também sempre soube que essa seria uma segunda atividade, além do "9 to 5", como dizem por aí. O problema era: como, trabalhando de 9 às 19 (às vezes mais, porque agência de publicidade e tal), morando a 20km do trabalho, pegando trânsito... como iria empreender? Enfim, todo mundo sabe que existem dificuldades mil nas nossas ditas "horas vagas", que de vagas pouca coisa têm.

[caption id="attachment_293" align="aligncenter" width="300"]Caro no sentido de querido, viu gente, não de tubos de dinheiro. :) Caro no sentido de querido, viu gente, não de tubos de dinheiro. :)[/caption]

Como eu fiz: contei pras pessoas que me cercavam (usei meu networking), apareceram palestras, das palestras apareceram aulas, as aulas me levaram a trabalhos formais que tinham a ver com coisas que eu gostava mais de fazer e hoje levou até a um curso próprio que acabei de lançar: o curso de marketing digital para atendimentos publicitários (só pra quem tá em BH, por enquanto).

(mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Seja Livre

O que fazer quando não se tem tempo para fazer nada

Confesso que já imaginava que fazer posts frequentes seria uma das minhas maiores dificuldades, desde que imaginei esse projeto. Disciplina nunca fui meu forte, sou sempre a mais animada para iniciar qualquer coisa mas a que tem a grande tendência de abandonar qualquer grande paixão anterior depois de três meses de rotina. Fico espantada com a capacidade que tenho de acordar e ir trabalhar todos os dias (mais ou menos, bem pra mais do que pra menos) no mesmo horário. Outra coisa que consigo ter disciplina é pra frequentar aulas, só falto em casos extremos, mesmo que chegue atrasadíssima na aula às 3 da tarde (sendo que a aula começou às 9 da manhã) com o côco nas mãos. calvin_escravo_rotina Mas enfim, disciplina é mais difícil ainda de manter quando se tem diversas coisas pra fazer, o que eu tenho a manha de conseguir: sempre ter muita coisa pra fazer. Inicio coisas com a maior facilidade, e sempre me parece desperdício passar uma boa oportunidade. A primeira coisa que entendi é que tenho que aprender a dizer "não" pra uma oportunidade, por melhor que ela pareça. Tive que fazer isso com um projeto foda que eu e minhas colegas de pós começamos: montamos um projeto de um e-commerce inovador e que acredito ter muito potencial. Mas pra me manter no meu objetivo de viajar o mundo, tive que, dolorosamente, dizer "não" ao projeto. Ainda ajudo aqui e ali, mas tive que abrir mão de participar ativamente nele, simplesmente pra não correr o risco de me apaixonar pela ideia e mandiocar. E eu não quero mandiocar, lembram? A outra coisa que aprendi foi a fazer listas. No meio da bagunça de um monte de coisa pra fazer, eu paro tudo antes de começar qualquer coisa e faço uma lista de tudo, tudo mesmo, que tenho que fazer. Assim, de colocar no papel, já me ajuda a não esquecer nada (um grande defeito meu, ser super esquecida, memória seletiva e tal) e também a mensurar mais fácil o quanto mesmo estou cheia de tarefas. Aí é colocar em ordem de prioridade (com 1, 2, 3, 4) na frente da tarefa. Mas enfim, como priorizar? (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás