Jornada

Aprendendo a espalhar a felicidade

Das coisas maravilhosas e loucas que acontecem na Uncollege: fomos desafiados a criar algo que viralize em 48 horas e que entregue felicidade. Esse era o briefing da nossa Work Marathon, que está acontecendo agora! Nos reunimos, planejamos nosso tempo e começamos a jogar ideias do que fazer. Em duas horas tínhamos o planejamento pronto, em mais uma hora e meia o conceito, já com um manifesto e métricas. Tudo antes do almoço. Nosso deadline era começar a divulgar às 18:00. Fazendo e testando, pedindo desculpas e não permissão, trabalhando em equipe sem desperdício de tempo. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Seja Livre

A única certeza da vida é a mudança

Prega-se que as pessoas tem um pavor terrível de mudanças. Sempre tive dificuldade de entender isso, se tudo na vida que vemos, desde que nascemos, é justamente as coisas mudarem ao nosso redor. Crescer é mudar, aprender é mudar, se relacionar com pessoas (familiares, amigos, amores) é mudar, trabalhar é mudar as coisas. Estamos o tempo todo provocando ou sofrendo mudanças entretanto ouvindo dos outros que temos medo delas. Ora, como teríamos medo de algo que nos é tão comum quanto respirar (que também é uma mudança)? [caption id="attachment_330" align="aligncenter" width="500"]Eu tenho medo de lagarta e trator, ambos bem justificados. Eu tenho medo de lagarta e trator, ambos bem justificados.[/caption] (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
A Liberdade

O mundo conspira a seu favor

Não é a teoria do segredo, mas eu acredito que existe por aí uma energia maluca que circula pra ajudar a gente a conseguir o que quer. No mínimo, pra quem é completamente cético, há que se crer que usamos conscientemente pouco do nosso cérebro e que temos atenção seletiva, ignoramos os estímulos que não nos servem e focamos naqueles que nos ajudam a terminar nossas tarefas. Fazemos isso o tempo todo, pra ler, ouvir música, trabalhar, atravessar a rua. Imagina se tivéssemos que prestar atenção em tudo que nos cerca, absolutamente tudo, para essa simples tarefa de olhar um lado e outro da rua e começar a andar? Assim sendo, nossa atenção se volta para aquilo que precisamos realizar. E o fato de você começar a pensar em um assunto, já desperta sua atenção para coisas relacionadas a ele. Quer bater uma aposta? Comece a procurar carros amarelos na rua. Você nunca vai ver tanto carro amarelo na sua vida e vai começar a achar que eles sofreram um aumento de venda. Não é, foi só você que começou a prestar mais atenção nessa cor, e sem querer vai vê-los mais por aí. [caption id="attachment_62" align="aligncenter" width="634"]Goethe - o mundo conspira a seu favor "Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor." Johann Goethe (Triste descobri que o Paulo Coelho também fala isso, aff, mas né, ele é um mero copycat, já que Goethe falava isso no século 18)[/caption] (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Seja Livre

Como transformar uma ideia em um projeto

De boas intenções o inferno está cheio. De boas ideias também. Ter uma ideia legal não é das coisas mais difíceis, o difícil é colocá-la em prática. Ué, mas existe diferença entre as duas coisas? Não basta ter uma ideia brilhante pra ficar rico? Não, caro amigo, não basta. O "como" fazer uma ideia se tornar realidade é na grande parte das vezes o que distingue homens de meninos, e é aí que essa história aqui entra. [caption id="attachment_24" align="aligncenter" width="300"]IMG_3933 O valor de uma ideia está em seu uso.[/caption] Falei dessa minha ideia de viajar o mundo investigando a liberdade pra um bocado de gente, e 100% das vezes a reação foi super positiva. Mas essa ~puta ideia genial~ só vale se sair do papel, porque convenhamos, né, quem nunca quis viajar o mundo? Mas ter grana, ou pior, no meu caso que não a possuo, inventar os meios de realizar essa ideia é que é o difícil. Parte 1 - Mindset A parte número 1 desse trabalho foi reorganizar a forma que penso. Me libertar, euzinha mesma, de várias ideias preconcebidas: (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás