Inspiração

Não é com você, é comigo

Você já deve ter escutado essa frase, provavelmente em um término de relacionamento: "Não é você, sou eu...". Eu achava que fosse uma mera desculpa (e para algumas pessoas talvez seja), mas hoje entendo a verdade que essa expressão pode carregar. Quando assumimos a responsabilidade da autonomia das nossas ações e escolhas, nada mais se torna culpa do outro. Nada que a outra pessoa disser ou fizer, poderá ser usado como justificativa para nossos atos ou escolhas. E isso é altamente assustador para a maioria de nós. Quando comecei esse blog e a proposta de investigar a liberdade, logo uma amiga me apontou na direção de Jean Paul Sartre. Sartre afirma que o homem aliena-se (ou seja, abre mão) da própria liberdade por não suportar o peso das próprias escolhas. Quantas vezes fazemos isso diariamente? Estamos chateados porque alguém fez algo conosco, ou algo aconteceu com a gente. Ou seja: atribuímos a algo externo o poder de mudar algo em nós. Na maior parte das vezes não percebemos que a nossa reação a um fato que acontece conosco nada tem a ver com o fato em si, e que temos escolha sobre nossa ação ou re-ação. E que todo o poder sobre nossa mudança, ou não-mudança está em nós mesmos. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Inspiração

A volta de uma viagem transformadora

Fazer uma viagem transformadora é algo maravilhoso. Muita gente exalta as vantagens de se passar um tempo fora do país, de sua própria cultura – não como turismo, mas morando em outro lugar, vivenciando outras culturas. Já há algum tempo vemos um movimento de pessoas que procuram fazer viagens longas – seis meses, um ano ou mais, morando fora para conhecer, estudar ou trabalhar em outra realidade. As histórias que vemos mostram como essas experiências fora do contexto social e cultural que fomos criados provocam mudanças em quem experimenta: de aparência, corte de cabelo, peso, roupas, a outras mais profundas, mas difíceis de captar com um primeiro olhar ou primeira conversa. Falamos dessas viagens e como elas podem transformar a vida de alguém, mas esquecemos de falar da volta de uma viagem transformadora, que pode ser tão ou mais difícil que os desafios enfrentados na viagem, e trazer tantos aprendizados quanto. Eu morei quase dez meses na Tailândia. A princípio seria uma viagem de três meses, mas quando estava próximo do fim, resolvi ficar. Sabia o quão valiosas estavam sendo para mim para mim os aprendizados que eu estava vivenciando. Mudei de dieta – quase exclusivamente vegetariana agora, uma mudança enorme para uma carnívora convicta. Mudei de crenças, abarcando uma espiritualidade não-religiosa. Mudei de hábitos diários, incluindo yoga e meditação quase diariamente. Mudei de peso e aparência, reflexo de estar me amando e me cuidando melhor. Mas o mais importante: adquiri um novo kit de ferramentas para me relacionar comigo e com os outros. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Viagens

Dicas para viajar para Ilhabela

Procurando as melhores dicas para viajar para Ilhabela? Morei 5 meses em ilhabela, entre abril e setembro de 2015, e vivo sugerindo a amigos que conheçam esse paraíso. Como já estou me repetindo nas dicas de viagem, achei melhor produzir o conteúdo uma vez só, uma espécie de Guia de Ilhabela. Assim mando o link quando perguntarem e ainda posso ajudar outras pessoas por aí. Então começando: onde fica e o que é Ilhabela? (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Cursos

A intensidade de um programa de imersão

Escolher fazer um Gap Year, além de um ano fora da sua rotina normal, no programa aqui da Uncollege consiste em começar com dez semanas de imersão na casa-escola em Ilhabela. Pra além desse lugar paradisíaco que já contei por aqui, a experiência que é oferecida aqui todos os dias é profunda. O programa começou no dia 13/04, uma segunda-feira. Logo no primeiro workshop (como são chamadas as aulas, já que sempre convidam à prática) fomos lembrados ou apresentados ao conceito de empatia. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Jornada

Especial dia da liberdade

Dia de Tiradentes, ou como preferi chamar, dia da Liberdade. Esse blog se chama Ainda Que Tardia inspirado pela Liberdade, omitido propositalmente da sentença inscrita em latim na bandeira de Minas Gerais (Libertas quae sera tamen). Escolhi assim por ser eu mineira, profissão essa que se ocupa de extrair as riquezas, os tesouros da terra, e de Belo Horizonte, lugar de sujeitos que se ocupam de olhar o infinito e enxergar um futuro mais bonito. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Jornada

Ainda que tardia – A chegada no Uncollege Brasil

Finalmente começou! Um ano após esse blog entrar no ar, eu coloquei o pé na estrada e estou realizando esse projeto. Dá pra acreditar? Eu ainda estou absorvendo esse impacto, confesso. Tive que passar por muita coisa nesse último mês e meio desde que coloquei essa história em movimento, desde que mandei um e-mail pro Uncollege contando que tinha interesse em vir pra cá. Mas isso vai ser uma história pra outro post, pra semana que vem, prometo. Agora já existe um calendário editorial para o AQT, graças a uma oficina que já tive aqui na escola, e a tudo mais que tem acontecido desde que cheguei aqui: mudança de estilo de vida, tempo pra mim, desconexão dessa vida maluca que eu levava. [caption id="attachment_397" align="aligncenter" width="640"]Começo da jornada, ainda que tardia. Começo da jornada, ainda que tardia.[/caption] (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Cursos

Desescolarização, hackschooling e ano sabático

O filósofo e educador Mário Sérgio Cortella usou certa vez a seguinte frase para definir o atual paradigma educacional em que nos encontramos: "Temos uma metodologia do século XIX, professores do século XX e alunos do século XXI". Em um mundo com acesso virtualmente ilimitado à informação, em que não há mais um detentor sagrado do conhecimento, o mestre, e alunos incautos que não poderiam obter conhecimento se não tivessem acesso a esse sujeito ou à estrutura de bibliotecas e conhecimento fornecida por uma instituição, e é plausível que algumas pessoas comecem a questionar que esse seja ainda não apenas o modelo vigente mais quase o único possível. Até muito recentemente. Alguns de vocês já devem ter visto essa palestra do Ted que mostra esse menino que hackeou a própria educação. Ele tinha alguns questionamentos a respeito da educação tradicional e resolveu se tornar protagonista do próprio aprendizado, e escolher o que e como gostaria de aprender. E história dele é inspiradora, e aponta novos rumos num novo mundo. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Jornada

A jornada e o destino

As últimas duas semanas tem sido extremamente desafiantes e desgastantes. Nos últimos dez dias fui apresentada a desafios emocionais, profissionais, financeiros, familiares, de convivência. É muito forninho pra pouca Giovanna. O carnaval no meio desse processo foi apenas um alívio temporário, em que me preocupar com fantasias e maquiagens me permitiu apenas manter a sanidade (quase todo o tempo). [caption id="attachment_371" align="aligncenter" width="600"]Segura, Giovanna! Segura, Giovanna![/caption] (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás