Dicas de Viagem

Dicas para viajar para a Tailândia

No mínimo uma vez por semana alguém entra em contato comigo querendo dicas pra viajar pra Tailândia. Morei lá nove meses, e escrevi vários posts sobre o assunto, mas falta um guia que reúna e organize esses dados, então esse post é para isso. Tem desde dicas sobre dinheiro, hospedagem, passagens, visto, transporte, alimentação. Se ainda faltar algo que você queria saber, peça nos comentários que eu completo! Eu estive em duas cidades na Tailândia: Bangkok e uma ilha no golfo da Tailândia, chamada Ko Phangan, não conheço outros lugares no Sudeste Asiático, apenas um pouco de Kuala Lumpur, na Malásia. Morei lá entre setembro e junho. Segura então as dicas!

Passagens aéreas e visto para a Tailândia

Brasileiros não precisam de visto de turismo para a Tailândia. Temos um acordo bilateral de 90 dias de permanência, então basta ter um passaporte válido e vacinação internacional contra febre amarela. Ao chegar no aeroporto você deve passar pelo balcão de Health Control (pra apresentar o cartão internacional de vacinação), depois segue para a fila da imigração. Aí você recebe um carimbo na entrada e pode permanecer no país por até 90 dias. Fique atento à sua data de saída, se passar da data você paga uma multa. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Jornada

A volta de uma viagem transformadora

Fazer uma viagem transformadora é algo maravilhoso. Muita gente exalta as vantagens de se passar um tempo fora do país, de sua própria cultura – não como turismo, mas morando em outro lugar, vivenciando outras culturas. Já há algum tempo vemos um movimento de pessoas que procuram fazer viagens longas – seis meses, um ano ou mais, morando fora para conhecer, estudar ou trabalhar em outra realidade. As histórias que vemos mostram como essas experiências fora do contexto social e cultural que fomos criados provocam mudanças em quem experimenta: de aparência, corte de cabelo, peso, roupas, a outras mais profundas, mas difíceis de captar com um primeiro olhar ou primeira conversa. Falamos dessas viagens e como elas podem transformar a vida de alguém, mas esquecemos de falar da volta de uma viagem transformadora, que pode ser tão ou mais difícil que os desafios enfrentados na viagem, e trazer tantos aprendizados quanto. Eu morei quase dez meses na Tailândia. A princípio seria uma viagem de três meses, mas quando estava próximo do fim, resolvi ficar. Sabia o quão valiosas estavam sendo para mim para mim os aprendizados que eu estava vivenciando. Mudei de dieta – quase exclusivamente vegetariana agora, uma mudança enorme para uma carnívora convicta. Mudei de crenças, abarcando uma espiritualidade não-religiosa. Mudei de hábitos diários, incluindo yoga e meditação quase diariamente. Mudei de peso e aparência, reflexo de estar me amando e me cuidando melhor. Mas o mais importante: adquiri um novo kit de ferramentas para me relacionar comigo e com os outros. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Dicas de Viagem

Quanto custa passar 6 meses na Tailândia fazendo yoga?

Desde que publiquei esse post sobre a escola de Yoga na Tailândia que estudo, muita gente tem me procurado com interesse de ir pra Tailândia, e querendo saber quanto custa ficar por lá durante algum tempo. Então quanto custa passar 6 meses na Tailândia fazendo yoga? O título do post está amplo, já que na verdade não vou falar de alguns custos de vários lugares na Tailândia, mas apenas de Ko Phangan, e mais precisamente, da região de Srithanu, área onde vivi mais de seis meses. Se você procura algo mais geral sobre a Tailândia, esse post vai ser útil pra você. Para vir para a Tailândia: passagens e visto Brasileiros não precisam de visto para viagens de turismo para a Tailândia. Você só precisa ter seu passaporte válido com o cartão de vacinação internacional anexo, com a vacina contra febre amarela carimbada e válida nele. Ao chegar em qualquer aeroporto internacional na Tailândia você deve passar primeiro pelo balcão de "Health Control", preencher um formulário e ganhar um carimbo do funcionário (não aceite pagar nada por isso se tentarem te cobrar, é de graça e já ouvi casos de gente tentando suborno). Com esse formulário preenchido vá até a fila da imigração com seu passaporte em mãos, e você vai ganhar um carimbo com 90 dias de permanência autorizada na Tailândia. Isso é devido ao acordo que ambos países fizeram, e dá a nós brasileiros uma super vantagem aqui quando queremos passar mais tempo no país para estudar ou passear. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Jornada

A morte é condição necessária para a vida

Gosto de perceber quando se fecham e se iniciam novos ciclos na vida. E gosto principalmente quando estou em paz com o fim de algum ciclo. Hoje, 12 de setembro, faz exatamente 5 meses que pisei em Ilhabela para começar um ano de aprendizado sobre mim. Um ano de autoconhecimento, reflexão, enfrentamento de medos e traumas, descoberta de novos mundos, dentro e fora de mim. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Dicas de Viagem

Dicas para viajar para Ilhabela

Procurando as melhores dicas para viajar para Ilhabela? Morei 5 meses em ilhabela, entre abril e setembro de 2015, e vivo sugerindo a amigos que conheçam esse paraíso. Como já estou me repetindo nas dicas de viagem, achei melhor produzir o conteúdo uma vez só, uma espécie de Guia de Ilhabela. Assim mando o link quando perguntarem e ainda posso ajudar outras pessoas por aí. Então começando: onde fica e o que é Ilhabela? (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
Cursos

Desescolarização, hackschooling e ano sabático

O filósofo e educador Mário Sérgio Cortella usou certa vez a seguinte frase para definir o atual paradigma educacional em que nos encontramos: "Temos uma metodologia do século XIX, professores do século XX e alunos do século XXI". Em um mundo com acesso virtualmente ilimitado à informação, em que não há mais um detentor sagrado do conhecimento, o mestre, e alunos incautos que não poderiam obter conhecimento se não tivessem acesso a esse sujeito ou à estrutura de bibliotecas e conhecimento fornecida por uma instituição, e é plausível que algumas pessoas comecem a questionar que esse seja ainda não apenas o modelo vigente mais quase o único possível. Até muito recentemente. Alguns de vocês já devem ter visto essa palestra do Ted que mostra esse menino que hackeou a própria educação. Ele tinha alguns questionamentos a respeito da educação tradicional e resolveu se tornar protagonista do próprio aprendizado, e escolher o que e como gostaria de aprender. E história dele é inspiradora, e aponta novos rumos num novo mundo. (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás