O Projeto

Tá tendo copa e gringos

Copa do mundo de futebol no Brasil e não imaginava que eu fosse gostar tanto do evento. O futebol já não brilha aos meus olhos como antes, por motivos alheios a ele mesmo, e por isso achei que esse ia ser um evento que ia passar em branco pra mim. Botei pouca fé que viessem muitos turistas estrangeiros para BH, pelo simples fato do desconhecimento quase total da capital das Gerais aos olhos do mundo. Assim como você que achou que o Brasil ia ganhar da Alemanha, eu também me enganei. Pois tá tendo copa e tá tendo gringo. E minha vida foi suspensa temporariamente por motivos de copa, já que quase todas as noites meu destino certo é a Savassi, bairro-sede dos bares, babado, confusão e gritaria dessa bela cidade. [caption id="attachment_166" align="aligncenter" width="634"]Da esquerda pra direita e de cima pra baixo: Stuart, Bruno, eu, Anthony, Niall e um gringo aleatório. Da esquerda pra direita e de cima pra baixo: Stuart, Bruno, eu, Anthony, Niall e um gringo aleatório.[/caption] Nessas e em outras conheci muita gente legal de muito lugar diferente e essa troca cultural intensa está preenchendo meus dias de alegria e aprendizado. Como é bom olhar nos olhos dos outros e desfazer estereótipos, ter boas dicas e criar até novas amizades. Gente que a gente se afeiçoa não precisa ter nacionalidade, língua ou cultura iguais às suas, e isso é lindo demais. Olha o que e com quem aprendi até agora: (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
O Projeto

Roda Viva

Mais eis que chega a roda viva e carrega o destino pra lá. Hoje me peguei pensando como o fluxo da vida leva a gente pra lugares, passamos por ciclos, mudamos de emprego, conhecemos gente nova, temos novas ideias, misturamos com mais alguma coisa, e de repente vemos que o caminho ficou bem diferente do que pensávamos a início. como_voce_imagina_a_vida (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
A Liberdade

O mundo conspira a seu favor

Não é a teoria do segredo, mas eu acredito que existe por aí uma energia maluca que circula pra ajudar a gente a conseguir o que quer. No mínimo, pra quem é completamente cético, há que se crer que usamos conscientemente pouco do nosso cérebro e que temos atenção seletiva, ignoramos os estímulos que não nos servem e focamos naqueles que nos ajudam a terminar nossas tarefas. Fazemos isso o tempo todo, pra ler, ouvir música, trabalhar, atravessar a rua. Imagina se tivéssemos que prestar atenção em tudo que nos cerca, absolutamente tudo, para essa simples tarefa de olhar um lado e outro da rua e começar a andar? Assim sendo, nossa atenção se volta para aquilo que precisamos realizar. E o fato de você começar a pensar em um assunto, já desperta sua atenção para coisas relacionadas a ele. Quer bater uma aposta? Comece a procurar carros amarelos na rua. Você nunca vai ver tanto carro amarelo na sua vida e vai começar a achar que eles sofreram um aumento de venda. Não é, foi só você que começou a prestar mais atenção nessa cor, e sem querer vai vê-los mais por aí. [caption id="attachment_62" align="aligncenter" width="634"]Goethe - o mundo conspira a seu favor "Quando uma criatura humana desperta para um grande sonho e sobre ele lança toda a força de sua alma, todo o universo conspira a seu favor." Johann Goethe (Triste descobri que o Paulo Coelho também fala isso, aff, mas né, ele é um mero copycat, já que Goethe falava isso no século 18)[/caption] (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás
O Projeto

Criar raízes ou asas?

Então. Eis-me aqui, do alto dos meus trinta e poucos anos. O que propus pra minha vida até agora alcancei (exceto achar um amor pra vida inteira, mas isso não é meta que se estabeleça). Formei, estou terminando a pós, consegui trabalhar em lugares legais (outros nem tanto, mas faz parte), fiz grandes amigos pelos caminhos, namorei aqui e acolá, saí da casa dos pais e consegui fazer sozinha uma declaração do imposto de renda. Tudo com esforço, nada de mão beijada, mas ainda assim, grandes coisa (como diria uma boa mineira, trocando o plural das palavras de lugar). Mas lá, bem lá, um incômodo que não cessa, o que fica sempre dizendo: então tá, qual o próximo passo? A próxima coisa que você quer? Resolvi voltar atrás e perguntar pra menina sonhadora o que ela queria da vida. E ela respondeu que era viajar pra Nova Zelândia e ser professora. E que não ia se casar (pelo menos é o que conta minha mãe e uma prima muito querida, eu ainda tenho lá minhas dúvidas, mas vai saber). Resolvi perguntar também pra velha (e talvez nem tanto) respeitável senhora que um dia com sorte serei, e ela respondeu que quer ter uma casa na beira da praia e viver feliz ao lado de um labrador, nadando todos os dias no mar com ele e comendo camarão. As duas me dizem que viver fincada aqui no minério de BH não é resposta.   [caption id="attachment_8" align="aligncenter" width="634"]Casa Aberta linda imaginada pela Fabi Soares e desenhada pelo Santiago Regis, que traduz bem meu desejo de casa quando velha. Casa Aberta linda imaginada pela Fabi Soares e desenhada pelo Santiago Regis, que traduz bem meu desejo de casa quando velha.[/caption] (mais…)

Por Ana Paula Coelho, atrás